Exemplos de títulos criativos 3



Muitos têm dificuldades em criar títulos para seus textos, eu sei. Contudo, há alguns truques que podem auxiliar o autor nesta árdua tarefa. No fim das contas, nada supera a prática, mas até se estar apto a criar um título de bate-pronto, é preciso encontrar ferramentas que auxilie. Depois, com o tempo, você encontrará sua própria forma de compor títulos.


Antes de continuarmos, é bom lembrar que este artigo não abordará a criação de títulos para artigos de blogs e internet. Esse formato é focado mais em SEO e em palavras-chave que o leitor procura nos motores de busca (Google, etc.) e não vem ao caso no momento. Futuramente explicarei especificamente a construção desses títulos. Hoje abordaremos o título criativo, usado em textos literários, crônicas, filmes e, por que não, reportagens e artigos jornalísticos.


Para começar, você deve entender qual a intenção do título. Ou seja, qual a situação que se pretende criar com o título. Veja as principais:

  • Descrever o assunto abordado
  • Gerar curiosidade no leitor
  • Apresentar a simplicidade
  • Ser lírico, quando tal intenção cabe
  • Gerar (com o perdão da redundância) uma pré-introdução
  • Antecipar fatos



Vou, primeiramente, dar exemplos de cada um desses títulos e posteriormente mostro como “achá-los”.

Descrever o assunto abordado

Este título busca criar um resumo, dar ao leitor a ideia fundamental a ser tratada no texto. As manchetes de jornal são o principal exemplo deste tipo de título. Ele também existe na literatura, mas muitas vezes vem acompanhado de outras intenções, como a curiosidade, o lírico, etc.


Exemplo: “Dilma reage à citação de Barbosa no STF”


Neste caso você sabe quem, onde, o que e depois, no texto, vai buscar os porquês. No fim das contas, a curiosidade também aparece neste título, pois, além de apresentar o fato, instiga o leitor a descobrir qual foi a citação e também qual foi a reação.

Gerar curiosidade no leitor

Existem autores craques em criar títulos que geram curiosidade. Um dos meus preferidos é Gabriel García Márquez.  Veja este título criado por ele:


“A incrível e triste história de Cândida Erêndira e sua avó desalmada”


Vai dizer que não dá vontade de ler só pelo título? E um dos principais motivos desse título ser tão instigante é o uso do adjetivo “Incrível”. Não que usar adjetivos seja algo que incontestavelmente deixe um título bonito. Longe disso. Mas um adjetivo encaixado num título criativo, sim. E veja bem, García Márquez ainda oferece outros elementos que acaam instigando a curiosidade. Ele revela, por exemplo, que a história deve ser triste e que a avó de Cândida Erêndira não deve ser lá flor que se cheire. Enfim, cada palavra serve para transformar este título numa obra-prima por si só.


Apresentar a simplicidade

Muitas vezes, uma simples palavra pode resolver o problema. Luís Fernando Veríssimo é um mestre neste caso e utiliza muito esse recurso.


Em uma de suas crônicas, Veríssimo simplesmente usa uma onomatopeia: “Clic”.


O som, na crônica do autor, reproduz o desligar de um telefone e define perfeitamente o conteúdo do texto, que retrata a relação de um executivo com o seu celular e o transtorno que a perda do mesmo causa em sua vida.

Ser lírico

Títulos de música podem ser líricos como as poesias que as compõem.


Exemplo: “O Samba do Grande Amor” (Chico Buarque)


Ele já descreve o gênero, samba, e abre o diálogo sobre o tema principal, o grande amor. Contudo, genial que é, Chico cria incertezas na letra da música e nunca se sabe se é mentira ou não que ele busca, encontra ou acredita no grande amor.

Gerar uma “pré-introdução”

Colocar um título que já introduz o assunto a ser abordado e, sendo assim, não precisa de explicação em um primeiro parágrafo. Pode, em casos como este, ser usado para textos construídos em tópicos.


Exemplo: “A crônica das coisas que me irritam, que já me irritaram ou que ainda hão de me irritar um dia” (de Beto Pacheco)


Ou seja, é um texto sobre coisas que irritam e cujas tais coisas seguem descritas logo de cara, sem mais parágrafos. Se ficou curioso, confira aqui como a crônica se desenrola.

Antecipar fatos

É quando deixamos claro no título como tende a ser o texto ou, até mesmo, seu fim.


Exemplo: Memórias Póstumas de Brás Cubas (Machado de Assis)


Neste caso, o autor já explicita logo de cara que seu personagem principal, o narrador da história, está morto.


Há ainda outros formatos, não tão usuais, que abordarei noutra oportunidade. E semana que vem eu vou dar dicas de como construir títulos criativos. Até lá, galera!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
nlrw


Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

3 thoughts on “Exemplos de títulos criativos